Você está lendo...
Irã, Política Internacional

Mensagem do aiatolá Seyyed Ali Khamenei, líder da República Islâmica do Irã, em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso, para a juventude na Europa e América do Norte.


Seyyed Ali Khamenei

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso

Para a juventude na Europa e América do Norte,

Os recentes acontecimentos na França e outros semelhantes em alguns países ocidentais me convenceram a falar diretamente com vocês sobre isso.

Dirijo-me a você, [os jovens], não porque eu negligencie seus pais, mas sim porque o futuro de suas nações e países estarão em suas mãos; e também acho que o sentido da busca da verdade é mais vigoroso e atenta em seus corações.

Eu não trato de seus políticos e estadistas neste escrito, porque acredito que eles tenham se distanciado conscientemente suas rotas políticas do caminho da justiça e da verdade.

Eu gostaria de falar com você sobre o Islã, particularmente sobre a imagem que é lhe é apresentado do Islã. Muitas tentativas foram feitas ao longo das últimas duas décadas, quase desde a desintegração da União Soviética, para colocar esta grande religião no lugar de um inimigo horrível. A provocação de um sentimento de horror e ódio e sua utilização tem infelizmente um longo histórico na história política do Ocidente.

Aqui, eu não quero lidar com as diferentes fobias com as quais as nações ocidentais têm sido doutrinadas. Uma revisão superficial de estudos críticos recentes da história demonstraria o fato de que o tratamento insincero e hipócrita dos governos ocidentais a respeito de outras nações e culturas foi censurado em novas historiografias.
As histórias dos Estados Unidos e da Europa se envergonham da escravidão, embaraçado com o período colonial e mortificados com a opressão das pessoas de cor e não-cristãos. Seus pesquisadores e historiadores sentem-se profundamente envergonhados dos derramamentos de sangue forjados em nome da religião, que houve entre católicos e protestantes, ou em nome de nacionalidades e etnias durante a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais. Esta abordagem é admirável.

Ao mencionar uma fração desta longa lista, eu não quero afrontar a história; sim eu gostaria que você perguntasse a seus intelectuais a respeito de porque a consciência pública do Ocidente desperta e vem a seus sentidos após um atraso de várias décadas ou séculos. Por que a revisão da consciência coletiva se aplica a um passado distante e não para os problemas atuais? Por que é que são feitas tentativas para evitar a consciência pública sobre uma questão importante como o tratamento da cultura e do pensamento islâmico?

Você sabe muito bem que a humilhação e disseminação do ódio e do medo ilusório em relação ao “outro” tem sido a base comum de todos esses aproveitadores opressivos. Agora, eu gostaria que você se perguntasse por que a velha política de espalhar “fobia” e ódio voltou-se contra o Islã e os muçulmanos com uma intensidade sem precedentes. Porque é que a estrutura de poder no mundo quer que o pensamento islâmico seja marginalizado e permaneça latente? Que conceitos e valores no Islã perturbam os programas das super-potências e que interesses ocultos existem ao distorcer a imagem do Islã? Por isso, meu primeiro pedido é: estude e pesquise a razão pela qual incentivam a manchar de forma generalizada imagem do Islã.

Meu segundo pedido é que, em reação à onda de preconceitos e campanhas de desinformação, tente ganhar um conhecimento direto e em primeira mão desta religião. A lógica direta exige que você compreenda a natureza e a essência sobre aquilo que lhes dizem ser assustador e que querem manter-lhe longe.

Eu não insisto para que você aceite a minha leitura ou qualquer outra leitura do Islã. O que eu quero dizer é: Não permita que esta realidade dinâmica e eficaz no mundo de hoje seja apresentado a você através de ressentimentos e preconceitos. Não deixe que eles introduzam hipocritamente os terroristas que eles próprios recrutam como sendo representantes do Islã.

Receba o conhecimento do Islã a partir de suas fontes primárias e originais. Obtenha informações sobre o Islã através do Alcorão e da vida de seu grande Profeta. Gostaria de lhe perguntar se você leu diretamente o Alcorão dos muçulmanos. Você estudou os ensinamentos do Profeta do Islã e sua doutrina, humana e ética? Você já recebeu a mensagem do Islã de quaisquer outras fontes que não a mídia?

Alguma vez você já se perguntou como e com base em que valores o Islã estabeleceu a maior civilização científica e intelectual do mundo e formou os cientistas mais destacados e intelectuais ao longo de vários séculos?
Eu gostaria que você não permitisse que a imagem construída de forma depreciativa e ofensiva criasse um abismo emocional entre você e a realidade, tirando a possibilidade de um julgamento imparcial por você. Hoje, os meios de comunicação tem removido as fronteiras geográficas. Por isso, não lhes permita que o envolvam dentro de fronteiras mentais fabricadas.

Embora ninguém possa preencher as lacunas criadas individualmente, cada um de vocês pode construir uma ponte de pensamento e de justiça sobre as aberturas para iluminar a si mesmo e seu ambiente circundante. Enquanto desafia este modelo “pre-fabricado” que torna o Islã indesejável para você, a juventude, isso pode levantar novas questões em suas mentes curiosas e questionadoras. As tentativas de encontrar respostas a estas perguntas irá fornecer-lhe uma boa oportunidade para descobrir novas verdades.

Portanto, não perca a oportunidade de adquirir uma boa, correta e imparcial compreensão do Islã, de modo que esperamos que, devido ao seu senso de responsabilidade para com a verdade, as gerações futuras irão escrever a história dessa interação existente entre o Islã e o Ocidente com uma consciência mais clara e de menor ressentimento.

Seyyed Ali Khamenei
21 de janeiro de 2015

http://english.khamenei.ir/images/20150121-letter4u.pdf

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos em Destaque

Estatísticas

  • 41,140 visitas
%d blogueiros gostam disto: