Você está lendo...
Líbia, Oriente Médio, Política Internacional

Caos na Líbia: cidade de Bani Walid pede ajuda!


Nesta última segunda-feira (1/10) recebi uma mensagem através do Facebook informando sobre uma tragédia humanitária que está prestes a acontecer na Líbia, e que representa claramente as consequências da irresponsável e criminosa ação da OTAN no mundo árabe. A mensagem original foi postada através do Skype por um morador da cidade líbia de Bani Walid:

Grupos armados de Misrata e Trípoli estão se agrupando perto da cidade de Tadjoura e em 30 de setembro começaram a se mover junto com tropas do “novo governo” para a cidade de Bani Walid.

Bani Walid, a cerca de 100 quilômetros a sudoeste da capital Trípoli, foi a cidade que juntamente com Sirte lutou desafiadoramente pela Líbia e por Kadafi até o amargo fim, sob o comando de seu filho Saif al-Islam. A cidade só se rendeu depois que dezenas de seus jovens foram mortos por barragens de foguetes e bombardeios da OTAN, que destruíram edifícios em pedaços.

Desde a sua queda em outubro, Bani Walid tem sido um lugar de ressentimento e ocasionais crises de violência. Em janeiro de 2012 seus habitantes iniciaram um levante. Eles invadiram a prisão da cidade, onde um número crescente de seus amigos estavam detidos e expulsaram as forças do CNT da cidade, matando pelo menos quatro deles.

Janeiro/12 – Levante em Bani Walid expulsa forças do CNT da cidade. Nas ruas, o povo comemora com a bandeira verde de Kadafi

Os habitantes da cidade estavam cansados ​​das milícias invadindo casas, assediando suas mulheres e saqueando seus bens. Ainda pior foram as prisões de funcionários suspeitos de serem simpatizantes de Kadafi. Milhares de líbios foram arrastados para a prisão e torturados, muitas das vezes só porque eram de uma cidade que foi pró-Kadafi durante a guerra.

A tortura tornou-se uma mancha sobre a face da nova Líbia. A ONG Médicos Sem Fronteiras retirou seus médicos dos centros de detenção em Misrata, denunciando que eram obrigados a tratar dos prisioneiros entre as sessões de tortura (http://www.msf.org.uk/libyaprison360112_20120126.news?gclid=CKjhqbrH27ICFYXJtAod_xcA9Q&fb_source=message).

A verdade é que a Líbia de hoje virou “terra de ninguém”, não há nenhuma autoridade central, e portanto, cada grande cidade vive e se organiza por sua própria iniciativa. O CNT foi incapaz de funcionar efetivamente como um governo. Cortes de energia constantes, aumento dos preços, a violência e o desemprego assolam o povo líbio, que exige saber onde estão os recursos para reconstrução do país, agora que o petróleo está fluindo novamente.

O CNT e a OTAN também foram incapazes de desarmar as milícias que foram formadas para lutar na falsa revolução contra Kadafi. Organizações não governamentais estimam que cerca de 200.000 homens jovens e sem emprego – que mostram pouco interesse em voltar para os trabalhos mais corriqueiros que mantinham antes do levante – continuam a vasculhar o deserto em busca de partidários de Kadafi ou qualquer negro africano que possa ter servido como mercenário do antigo regime (https://mkninomiya.wordpress.com/2012/06/04/caos-na-libia-tuaregues-fogem-para-a-argelia-em-meio-a-relatos-de-limpeza-etnica/)

E foi nesse clima de absoluto caos que os habitantes de Bani Walid, em sua maioria pertencente à tribo Varfalla, receberam um ultimato de Trípoli através de Belhadj, número dois no Ministério de Assuntos Internos da Líbia, e um dos líderes da Al-Qaeda na Líbia: “entreguem suas armas, ou usaremos a força militar para obriga-los.

Agora, a cidade, cujo número de habitantes já ultrapassa 100 mil pessoas, devido aos muitos refugiados de outros lugares do país que fugiram da tirania das milícias ligadas ao “novo governo”, está completamente bloqueada. O novo “exército” cercou a cidade, provocando o corte freqüente de água e eletricidade e impedindo a entrada de medicamentos e alimentos. Aqueles que estão tentando deixar a cidade estão sendo detidos nos “postos de controle” instalados nas saídas da cidade, e levados para destino ignorado.

Os moradores estão se preparando novamente para enfrentar os ratos assassinos. Eles elegeram comitês populares – o número ultrapassa 60 – que resolvem todos os problemas atuais de defesa da cidade.

Conforme o relato de um morador de Bani Walid, por telefone, “os cidadãos têm para sua defesa apenas armas leves. Apelamos a todos por ajuda!”

Será que o mundo vai ouvir a mensagem dos cidadãos da cidade de Bani Walid?

PS: Hoje, 03/10, recebo a notícia de que o ataque começou:

“Ratos atacam agora Bani Walid, Líbia a partir de lugar chamado Marduum (perto do lado leste da cidade) com armas pesadas. Seu ultimato era um truque, a fim de reduzir o nível de alerta dos defensores. Aguarde mais notícias do campo de batalha”
Anúncios

Discussão

Um comentário sobre “Caos na Líbia: cidade de Bani Walid pede ajuda!

  1. 08/10 – Forças do “governo” líbio bombardearam a cidade de Bani Walid. O número de vítimas ainda é incerto, estando confirmadas três mortes, incluindo uma criança.

    Um médico que trabalha no hospital da cidade descreve lesões e mortes no hospital, e também que há pessoas que reportaram sintomas de inalação de gás.

    A cidade está sitiada e as forças pró-governo impredem a saída de pessoas e a entrada de alimentos ou medicamentos.

    O cerco contra o povo de Bani Walid é apenas uma parte da guerra contra a Líbia, contra os árabes e os muçulmanos e contra a África – já falamos sobre isso (https://mkninomiya.wordpress.com/2012/07/03/veja-porque-a-guerra-contra-a-libia-foi-uma-guerra-contra-a-africa-inteira/)

    A embaixada egípcia em Trípoli enviou dois ônibus ontem, domingo, para Bani Walid, na esperança de resgatar trabalhadores egípcios que vivem na cidade sitiada. No entanto, um funcionário da embaixada disse que voltou no meio do caminho porque a estrada era considerada insegura.

    Publicado por mkninomiya | 2012/10/10, 21:36

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Estatísticas

  • 42,466 visitas
%d blogueiros gostam disto: