Você está lendo...
Política Internacional

Mais uma vitória do povo palestino! Israel liberta 477 prisioneiros de guerra.


Enfraquecido e isolado no âmbito de sua política externa e enfrentando internamente uma séria crise de confiança, o governo israelense, após cinco anos de negociações frustradas finalmente cedeu às exigências do Hamas e concordou na libertação de mais de mil palestinos presos em Israel em troca do sargento Gilad Shalit, capturado por forças palestinas em 2006.

A libertação dos primeiros 477 palestinos (450 homens e 27 mulheres), em operação intermediada pelo governo egípcio, ocorreu no último dia 18/10, tendo sido recepcionados por uma entusiamada multidão de mais de 300 mil pessoas na cidade de Gaza, que comemoraram de maneira eufórica a libertação de seus compatriotas. 

 

 Do ponto de vista da disputa entre o Hamas e a Autoridade Nacional Palestina, a libertação dos prisioneiros, num primeiro momento, tende a ofuscar o viés das iniciativas da ANP para o estabelecimento do Estado Palestino através da política externa e das negociações bilaterais com o governo israelense. Isso porque aos olhos da opinião pública palestina as armas do Hamas têm demonstrado ser mais úteis que a moderação e o diálogo de Abbas, cujo pedido na ONU pelo reconhecimento do Estado Palestino parece ter sido relegado a segundo plano. 

 Mas por outro lado, o temor pelo fortalecimento das posições do Hamas pode mais uma vez obrigar Israel a voltar para mesa de negociações e seus aliados ocidentais pressionarem pela suspensão de novos assentamentos para facilitar a obtenção de uma solução diplomática.

Nos próximos dois meses está prevista a libertação de mais 550 palestinos, dos mais de 6.000 que ainda se encontram presos em Israel sob acusação de prática de terrorismo. Se o governo sionista vai manter sua palavra, ou se este fato pode ajudar num futuro acordo de paz entre judeus e palestinos, só o tempo dirá. Por hora nos resta comemorar a liberdade daqueles que tem lutado pela justa causa de seu povo, e o retorno destes heróis aos seus lares e ao carinho de suas famílias.

Agradecimento especial a Reham Mohamed, que vive em Gaza, pela cessão das fotos publicadas em sua página do facebook.
 
 
Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: